Folha de serra de tigre

Folha de serra de tigre (Lentinus tigrinus) Folha de serra de tigre (Lentinus tigrinus) Folha de serra de tigre (Lentinus tigrinus)

Folha de serra de tigre (Lentinus tigrinus)

Sistemática:

  • Departamento: Basidiomycota (Basidiomycetes)
  • Subdivisão: Agaricomycotina (Agaricomycetes)
  • Classe: Agaricomycetes (Agaricomycetes)
  • Subclasse: Incertae sedis (indefinido)
  • Pedido: Polyporales
  • Família: Polyporaceae (Polyporous)
  • Gênero: Lentinus (folha de serra)
  • Espécie: Lentinus tigrinus (folha de serra de tigre)

Sinônimos:

  • Omphalia tigrina

  • Clitocybe tigrina
  • Lentodium tigrinum
  • Panus tigrinus

Folha de serra de tigre (Lentinus tigrinus)

Mushroom Tiger Sawfoot, ou Lentinus tigrinus, é considerado um fungo destruidor de madeira. De acordo com seu sabor, é considerado um cogumelo comestível condicionalmente da terceira e às vezes da quarta categoria. Possui alto teor de proteínas e excelente digestibilidade do micélio, mas torna-se bastante resistente na idade adulta.

Descrição externa

Chapéu: 4-8 (até 10) cm de diâmetro. Seco, denso, coriáceo. Branco, esbranquiçado, ligeiramente amarelado, cremoso, nozes. Coberto por escamas com cerdas fibrosas castanhas concêntricas, quase pretas, frequentemente mais escuras e densamente localizadas no centro do gorro. Nos cogumelos jovens é convexo com o bordo virado para cima, posteriormente deprimido no centro, pode adquirir a forma de funil, com um bordo fino, muitas vezes irregular e arrebentado.

Pratos: Descendente, frequente, estreito, branco, amarelando ao ocre com a idade, com um bordo recortado ligeiramente mas bastante perceptível.

Perna: 3-8 cm de altura e até 1,5 cm de largura, central ou excêntrica. Espesso, rígido, uniforme ou ligeiramente curvado. Cilíndrico, estreito para a base, no fundo pode ser esticado de forma cónica e imerso na madeira. Pode haver algum tipo de 'faixa' anular abaixo da fixação da placa. Branco nas placas, abaixo da 'cintura' – mais escuro, acastanhado, acastanhado. Coberto por pequenas escamas concêntricas, acastanhadas e esparsas.

Carne: fina, densa, dura, coriácea. Branco, esbranquiçado, às vezes torna-se amarelo com o tempo.

Cheiro e sabor: nenhum cheiro ou sabor particular. Algumas fontes indicam um odor 'pungente'. Aparentemente, para a formação do paladar e do olfato, é de grande importância no toco de qual árvore cresceu a folha de serra.

Pó de esporo: branco. Esporos 7-8×3-3,5 microns, elipsoidais, incolores, lisos.

Estação e habitat do cogumelo

Verão-outono, do final de julho a setembro (para a Rússia central). Nas regiões do sul – a partir de abril. Ela cresce em intercrescimentos bastante grandes e grupos em valezha, tocos e troncos de espécies principalmente caducas: carvalho, choupo, salgueiro e árvores frutíferas. Não é frequentemente encontrado, mas não pertence a cogumelos raros. Distribuído por todo o hemisfério norte, o cogumelo é conhecido na Europa e na Ásia. O pé de serra de tigre é colhido nos Urais, nas florestas do Extremo Oriente e nos vastos matagais da floresta selvagem da Sibéria. Sente-se bem em cinturões de floresta, parques, nas margens de estradas, especialmente nos lugares onde os choupos foram cortados em massa. Pode crescer em áreas urbanas.

Comestibilidade

Em várias fontes, o cogumelo é indicado como comestível, mas com diversos graus de comestibilidade. As informações sobre o sabor também são muito contraditórias. Basicamente, o cogumelo está classificado entre os cogumelos comestíveis pouco conhecidos de má qualidade (devido à polpa dura). No entanto, em tenra idade, a folha de serra do tigre é bastante adequada para comer, especialmente o chapéu. A pré-fervura é recomendada. O cogumelo é adequado para salgar e conservar, podendo ser consumido fervido ou frito (após a fervura).

Outras informações sobre o cogumelo

Em algumas fontes, o cogumelo pertence ao tipo de cogumelo venenoso ou não comestível. Mas atualmente não há evidências da toxicidade do pé de serra de tigre.

Nature lover
Rate author
Caça, pesca e cogumelos: uma revista para caçadores e pescadores.
Add a comment