Carvalho Boletus

Carvalho boletus (Leccinum quercinum) Carvalho boletus (Leccinum quercinum) Carvalho boletus (Leccinum quercinum)

Carvalho boletus (Leccinum quercinum)

Sistemática:

  • Departamento: Basidiomycota (Basidiomycetes)
  • Subdivisão: Agaricomycotina (Agaricomycetes)
  • Classe: Agaricomycetes (Agaricomycetes)
  • Subclasse: Agaricomycetidae (Agaricomycetes)
  • Pedido: Boletales
  • Família: Boletaceae
  • Gênero: Leccinum (Obabok)
  • Espécie: Leccinum quercinum (Boletus oak)

Carvalho Boletus

Gorro de boleto de carvalho: vermelho tijolo, acastanhado, 5-15 cm de diâmetro, na juventude, como todo boleto de boleto, esférico, 'esticado' na perna, à medida que cresce, vai se abrindo, adquirindo a forma de almofada; em cogumelos muito maduros, pode ser geralmente plano, como um travesseiro de cabeça para baixo. A pele é aveludada, estendendo-se visivelmente além das bordas do gorro, em tempo seco e em espécimes adultos apresenta fissuras, 'tabuleiro de xadrez', o que, no entanto, não impressiona. A polpa é densa, cinza-esbranquiçada, manchas cinza-escuras borradas são visíveis no corte. Eles são visíveis, porém, não por muito tempo, porque logo a carne cortada muda de cor – primeiro para roxo-azulado e depois para preto-azulado.

Camada contendo esporos: Já nos cogumelos jovens não é branco puro, com a idade torna-se cada vez mais cinza. Os poros são pequenos e desiguais.

Pó de esporos: marrom-amarelado.

Perna do boleto de carvalho: até 15 cm de comprimento, até 5 cm de diâmetro, sólida, engrossando uniformemente na parte inferior, muitas vezes afundando profundamente no solo. A superfície da perna do boleto de carvalho é coberta com escamas marrons fofas (uma das muitas, mas não confiáveis ​​marcas de Leccinum quercinum).

Distribuição: Como o boleto vermelho (Leccinum aurantiacum), o boleto de carvalho cresce de junho a final de setembro em pequenos grupos, preferindo, ao contrário de seu parente mais famoso, entrar em aliança com o carvalho. A julgar pelos comentários, é encontrado um pouco mais frequentemente do que outras variedades de boleto vermelho, pinho (Leccinum vulpinum) e abeto (Leccinum peccinum).

Espécies semelhantes: Três 'boletos secundários', pinheiro, abeto e carvalho (Leccinum vulpinum, L. peccinum e L. quercinum) originam-se do boleto vermelho clássico (Leccinum aurantiacum). Seja para separá-los em tipos separados, seja para deixá-los como subespécies – a julgar por tudo o que foi lido, é um assunto pessoal para cada entusiasta. Eles diferem entre si por árvores parceiras, escamas na perna (no nosso caso, marrom), e também por um tom engraçado de um chapéu. Decidi considerá-los como espécies diferentes, pois desde a infância aprendi o seguinte princípio: quanto mais boletos, melhor.

Comestibilidade do boleto de carvalho: o que você acha?

Observações Ainda assim, o melhor boleto é o boleto que cresceu sob o álamo. Um boleto de álamo tremedor normal, com uma tampa vermelho-laranja e uma perna espessa com escamas brancas. A moda dos boletos ruivos de carvalho e pinho vem e vai, enquanto as formas e cores clássicas permanecem para sempre.

Carvalho boletus (Leccinum quercinum) Carvalho boletus (Leccinum quercinum) Carvalho boletus (Leccinum quercinum)

Foto do cogumelo Boletus oak das perguntas em reconhecimento:

Leccinum quercinum - Oak Boletus Leccinum quercinum - Oak Boletus 19.07.2017 Tatiana 1

Nature lover
Rate author
Caça, pesca e cogumelos: uma revista para caçadores e pescadores.
Add a comment