Boletus White

Boleto branco (Leccinum holopus) Boleto branco (Leccinum holopus) Boleto branco (Leccinum holopus)

Boleto branco (Leccinum holopus)

Sistemática:

  • Departamento: Basidiomycota (Basidiomycetes)
  • Subdivisão: Agaricomycotina (Agaricomycetes)
  • Classe: Agaricomycetes (Agaricomycetes)
  • Subclasse: Agaricomycetidae (Agaricomycetes)
  • Pedido: Boletales
  • Família: Boletaceae
  • Gênero: Leccinum (Obabok)
  • Espécie: Leccinum holopus (boleto branco)

Sinônimos:

  • Bétula do pântano

  • Leccinum niveum
  • Bétula
  • bétula branca
  • Pântano

Boletus White

Gorro do boleto branco: esbranquiçado em vários tons (creme, cinza claro, rosado), em forma de almofada, quase hemisférico na juventude, torna-se mais extenso, embora completamente, ao contrário do boleto usual, raramente se desdobra; o diâmetro da tampa é de 3-8 cm, a polpa é branca, macia, sem qualquer cheiro ou sabor especial.

Camada portadora de esporos: Na juventude é branca, com a idade torna-se acinzentada. As aberturas dos tubos são irregulares e angulares.

Pó de esporos: marrom oliva.

Perna do boleto branco: altura de 7 a 10 cm (pode ser ainda maior na grama densa), espessura de 0,8 a 1,5 cm, estreita na tampa. A cor é branca, recoberta de escamas brancas, que escurecem com o tempo ou quando secas. A carne da perna é fibrosa, mas mais macia em comparação com o boleto normal; na base torna-se azulado.

Distribuição: O boleto branco é encontrado de meados de julho ao início de outubro em florestas decíduas e mistas (formando micorriza principalmente com bétula), prefere lugares úmidos, cresce voluntariamente ao longo das bordas dos pântanos. Não é muito raro, mas não difere em produtividade especial.

Espécies semelhantes: difere do boleto intimamente relacionado (Leccinum scabrum) por uma cor muito clara da tampa. Outras espécies semelhantes do gênero Leccinum (por exemplo, o notório boleto branco (Leccinum percandidum)) mudam ativamente de cor na fratura, razão pela qual se combinam com o conceito de 'boleto'.

Comestível: O cogumelo é, obviamente, comestível; nos livros ele é repreendido por ser aguado e indescritível, não é lucrativo compará-lo com um boleto normal, mas eu argumentaria. O boleto branco tem uma perna não tão rígida e a tampa, se for possível trazê-lo para casa, não emite mais água do que a tampa de um boleto comum.

Observações De uma forma ou de outra, não compartilho do ceticismo replicado em relação ao boleto branco. Talvez eu apenas tenha tido sorte com este cogumelo – mas nunca encontrei boletos brancos velhos, 'esfarrapados'. Tudo que encontrei era puro, jovem, suculento. Não aguado, mas suculento. É curioso que a textura da perna praticamente não fosse diferente da textura do gorro: a faca entrou sem esmagar e não deixou pontas desgrenhadas (um sinal claro de que o boleto está velho e sua perna está dormente a ponto de impossibilidade). O boleto branco também se distingue pela decência quantitativa e nunca apresentará a uma pessoa um estranho dilema: é de alguma forma estúpido não comer cogumelos bons e você ainda quer caminhar pela floresta.

Boleto branco (Leccinum holopus) Boleto branco (Leccinum holopus) Boleto branco (Leccinum holopus)

Foto do cogumelo Boleto branco das perguntas de reconhecimento:

Leccinum holopus - Boleto branco 24/08/2016 Tatiana

Nature lover
Rate author
Caça, pesca e cogumelos: uma revista para caçadores e pescadores.
Add a comment